Opinião: O Natal que queremos




A época natalina é um período que sempre me traz reflexão. É durante esses dias que observo a grande movimentação da cidade. As lojas lotadas, a correria, o trânsito paralisado, luzes, cores, canções... E costumo ter desvaneios...

 Entre as lembranças, me vem à mente a infância em Coari, em que nesta época as mesas eram bem fartas e enfeitavam as ruas da minha pacata cidade. As bonecas de carrinho e os fofões enchiam os olhos da criançada, assim como os meus olhos de menina magricela de interior que amava cheirar barro, pois este era um dos poucos períodos do ano, em que via um brinquedo novo.

De tudo que vivi em 37 natais na vida, hoje vejo esta data tão especial com outros olhos. E se antes a minha felicidade estava em bem materiais, nos dias atuais ela concentra-se em tudo aquilo que o dinheiro não compra, o sorriso de uma criança, a saúde dos meus familiares e estar perto de amigos de verdade.

O olhar não é mais o mesmo e as atitudes também não. Com o passar dos anos, a minha vontade de fazer o bem coletivo e devolver ao universo tudo que ele me proporcionou, só cresce e, mesmo com o pouco tempo e pouco recurso, tento no meu máximo praticar a empatia, reciprocidade e gentileza todos os dias na minha vida.

Já vi muitas pessoas falarem que não devemos demostrar boas ações, que é feio, que realmente não é necessário “tal promoção pessoal”, mas posso afirmar a vocês que sou totalmente favor que ações, por mínimas que sejam devam ser demostradas. Para quê? Para dar exemplo e incentivar outras pessoas a fazerem o bem, isso faz parte do sentido da vida e de se tornar um ser humano exemplo do bem.

Um abraço, um sorriso, um beijo, você está precisando de algo? Uma doação voluntária, um gesto de carinho a cada manhã. O Natal vai muito além do que meros brinquedos e mesa farta, o natal é um momento em que realmente pensamos no bom exemplo que foi Jesus na terra e a partir deste principio possamos planejar um novo ano praticando sempre o bem olhando a quem. Este é o melhor presente que todos nós queremos. 


Boas festas e
 feliz Natal a todos.

Abraços, da Repórter Cabocla
Islânia Lima

Postar um comentário

0 Comentários